PAPO SÉRIO AGORA, BROTHER! VAMOS TE CONVENCER...

Você sabe o que é Evasão Escolar? Entender é fácil: é simplesmente quando algum aluno sai da escola antes de finalizar toda a sua trajetória escolar. Difícil mesmo é resolver esse problema que aflige todo o país, incluindo nossa escola. No Tufi Dippe realizamos a campanha “Não saia da escola antes da hora!”. Entenda a questão com um texto que é só um bocadinho sério a modo de que tudo seja compreendido; depois confira as etapas do nosso trabalho e logo a seguir leia alguns textos produzidos por nossos alunos (8ª 01 e 1º 08).
____________________________________________________________________



Para quem trabalha em escola, especialmente nas salas de aula de Ensino Médio, tornou-se habitual assistir a transferência de alunos que migram para o noturno com o intento de dedicar o dia claro ao mercado de trabalho. “Ao menos ele permanece na escola”, concluiriam os que desconhecem a realidade escolar, tampouco indicadores recentes de evasão. “Ao menos permanecerei na escola, professora. Não estou desistindo.”, afirmam os alunos quando anunciam a transferência.

Todavia, em pesquisa com grandes escolas públicas de Joinville, constata-se que em média, apenas metade do número de turmas que compõem as classes de primeiro ano do Ensino Médio configura as turmas de terceiro ano. Ou seja, de dez primeiros anos, cinco terceiros anos serão compostos. Segundo informações do site http://www.gife.org.br/  dos 3,6 milhões que efetuam matrícula no Ensino Médio, apenas 1,8 se formam no Brasil.

Analisando o diagnóstico social da criança e do adolescente idealizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, evidencia-se que essa outra metade não migra, em grande parte, para outras escolas. Segundo o documento, há bairros com altos índices de adolescentes entre 15 a17 anos fora da escola, chegando a 23,46% no bairro Comasa, 28,56% no bairro Jardim Iririú, ou ainda no bairro Espinheiros com 40,43%; são três localidades que integram o Ensino Médio da nossa escola, a E.E.B. Dr Tufi Dippe. Independente do documento, ainda há aqueles que se declaram alunos por estarem matriculados em alguma escola, quando na verdade já não frequentam as aulas há algum tempo.

Conversas informais com nossos alunos nos mostram que muitos pais se sentem orgulhosos quando seus filhos ingressam no mercado de trabalho e incentivam para que isso aconteça. “Eu me tornaria um cara mais responsável aos olhos do meu pai, se trabalhasse durante o dia e estudasse à noite”, garante um aluno de 15 anos do primeiro ano do Ensino Médio. Fácil entender a cabeça de alguns pais que visualizam seus filhos com tempo ocioso mal aproveitado, ou ainda aqueles que carecem de ajuda financeira para suprir necessidades básicas. O que muitos pais não sabem é que, quando contrapostos os mesmos indicadores acima descritos, com os números de bairros de classe média, onde não há a cultura do ingresso de trabalho em idade escolar, concluímos que a evasão escolar no Ensino Médio está relacionada também ao ingresso precoce ao mercado de trabalho. Nos bairros Atiradores e Bucarein, por exemplo, o diagnóstico social indica que não há adolescentes de 15 a 17 anos fora da escola.

Visualizar questões sociais com pouca expectativa de mudança, acreditando que é responsabilidade do governo criar alternativas, é discurso comum entre muitos profissionais da educação. Não deixa de ser em grande parte. Porém, quando temos números locais que evidenciam a questão de forma tão objetiva, passa a ser responsabilidade de todos aqueles que estão envolvidos no processo. Situações que promovam uma melhoria relacionada a tais índices estão sim a alcance de todos nós professores de escola pública. Acredito que os alunos da 9ª série do Ensino Fundamental e 1º ano de Ensino Médio, série que apresenta alguns dos maiores índices de evasão escolar em todo o território nacional,  tenham sido motivados a algumas reflexões pesquisando e discutindo  “Causas e consequencias da Evasão escolar”. Afinal, você só sabe que está sentindo os efeitos de uma doença, quando conhece seu nome e suas características. 

A CampanhaNÃO SAIA DA ESCOLA ANTES DA HORApasso a passo:

1º passo - Entender o conceito a partir de números de evasão da própria escola;

2º passo - Comprovar a gravidade do problema com índices nacionais voltados para as últimas séries do Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio, contrapondo índices de escolas públicas e privadas;

3º passo - Conduzir as classes à sala informatizada com o objetivo de instigar à pesquisa demonstrando todo o material disponível relacionado ao tema;

4º passo – Socializar em sala de aula as informações pesquisadas;

5º passo – Abordar “Consumismo entre jovens” como uma das causas para que muitos alunos sejam levados ao mercado de trabalho precocemente sem real necessidade;

6º passo – Discutir a dificuldade em aliar jornada de trabalho com a vida escolar valorizando a dedicação aos estudos em tempo integral, caso a família não seja economicamente fragilizada; http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/psicologia/article/viewFile/4801/3684.

7º passo – Evidenciar a importância da escolarização demonstrando a proporção entre anos de estudo e aumento de salário http://redalyc.uaemex.mx/pdf/840/84090403.pdf/ 


8º passo - Abordar como uma das causas da evasão a falta de expectativas quanto ao futuro http://blogln.ning.com/profiles/blogs/falta-de-expectativas-quanto.

9º passo - Disponibilizar números dos bairros que integram a comunidade escolar para comprovar toda a argumentação. Os dados dos bairros Jardim Iririú, Espinheiros, Comasa e Iririú (dentre outros bairros de Joinville) são informações presentes no end.  http://www.criancaeadolescentejlle.org/.

10 º passo - Propor um texto argumentativo como proposta de trabalho, na 8ª série em trios, no 1º ano individual;

11º passo - Após as correções a 8ª série transforma sua dissertação em tópicos para serem apresentados nas classes de 1º ano. Na organização da apresentação, tal qual na dissertação, devem ser citados índices nacionais e regionais, possíveis causas da evasão escolar (mercado de trabalho precoce/consumismo, falta de expectativas com relação ao futuro) e principalmente a realidade da escola.

12º passo – As equipes da 8ª série, persuadidos pelo professor com o argumento de que irão exercer cidadania, dirigem-se às classes de 1º ano e apresentam o resultado da sua pesquisa.

TEXTOS DISSERTATIVOS PRODUZIDOS PELOS ALUNOS

A moda deveria ser estudar!
Ana Carolina Zuchi

     Hoje em dia, em nosso país, uma das maiores preocupações é a evasão escolar, ou seja, a saída do Ensino Médio antes de terminar os estudos. Índices altíssimos estão preocupando a muitos, como por exemplo: a cada 05 jovens que possuem entre 15 e 17 anos que se matriculam, 01 acaba abandonando os estudos, é o que diz o MEC; sendo que a cada ano de estudo corresponde uma média de 15% a mais no salário.

     Uma pesquisa feita em alguns bairros de Joinville pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA, mostra o quanto há diferenças entre os adolescentes. Enquanto no bairro Atiradores – o bairro mais caro da cidade – moram 212 adolescentes de 15 a 17 anos e nenhum deles está fora da escola, no bairro Iririú existe 1301 adolescentes, sendo que 186 não frequentam a escola, um percentual de 14,30 %. Pode ser até um número baixo, se comparado ao bairro Cubatão, com um percentual de 50,68% de evasão escolar.

     Algumas das principais causas da evasão escolar é o consumismo entre jovens, que leva à entrada precoce no mercado de trabalho e o outro o desinteresse. Na E.E.Dr Tufi Dippe, percebemos o quanto o problema da evasão escolar pode ser grave: a cada 10 primeiros anos que se iniciam, apenas cinco terceiros acabam se formando. Mas o pior de tudo é quando os jovens se transferem para o noturno e não pensam nas conseqüências. Pensam que será fácil conciliar trabalho com estudo.

     Como foi dito, a evasão possui duas principais causas, uma delas é o consumismo entre jovens que leva à entrada precoce no mercado de trabalho. Muitos dos jovens nos dias de hoje trabalha não porque precisa, mas porque querem bancar seus luxos que seus pais não podem pagar. Então passam a trabalhar em horário integral, tendo que passar para o período da noite, se é que continuam a estudar. Esse consumismo entre jovens faz com que todos, mesmo não podendo, queiram andar de acordo com a moda.

     Outra causa preocupante da evasão é o desinteresse: 40% dos alunos evadem por desinteresse. Agora pense se esses 40% de desinteressados continuarem assim mais à frente, haverão profissionais realmente capacitados para o futuro? Como serão os futuros médicos, dentistas, professores, que atenderão à população? É preciso pensar que esses 40 % também farão parte do futuro do país.

     Então podemos observar que nos dias de hoje os jovens estão mais preocupados com a moda do que com os estudos, mas acontece que a moda passa, muda e já a sabedoria será sua essência sempre, isso é o que os jovens devem pensar, parar um pouco e se preocupar com o seu futuro.

Seu futuro apenas você poderá construir
Alana Soares

     A evasão escolar ocorre quando os alunos deixam de freqüentar a escola durante o ano letivo segundo o INEP em 2007 13,2 % abandonaram a escola (mais de um milhão). O 1º ano é a série onde há maior percentual de reprovação, lendo que as duas principais causas são: Trabalho precoce e a falta de interesse.

     Na Escola E. B Dr. Tufi Dippe a cada 10 primeiros anos, cinco terceiros são formados, pois muitos desistem. Existem muitos riscos do horário noturno, pois: a explicações dos professores não é tão bem desempenhada como o horário matutino e vespertino, por motivo de cansaço e também muitos alunos trabalham e não se empenham muito nos estudos.

     Quando falamos em trabalho precoce: 65 % dos jovens entre 15 a 24 anos estão no mercado de trabalho. Esta é uma das principais causas da evasão, pois várias vezes o aluno para de freqüentar a escola para trabalhar, existindo casos que são sem necessidade, apenas pela influencia da publicidade.

     40% dos alunos evade por falta de interesse, falta de responsabilidade e vêem a escola como um sacrifício, esquecendo os benefícios da educação ao longo dos anos, exemplo: Cada ano de estudos equivale a 15% a mais no salário. Adolescentes, não abandonem a escola, estudem! O seu futuro apenas você poderá construir.

Qual será o futuro do Brasil?
Lucas Adriano

     A Evasão Escolar cresce cada vez mais no Ensino Médio. Motivos sempre os mesmos: trabalho precoce e desinteresse. No bairro Jardim Iririu, por exemplo, 28% dos jovens estão fora da escola.

     Na E.E.B Dr. Tufi Dippe, muitos alunos saem da escola em função do trabalho. Porém, em alguns casos, se transferem para a noite. Quando isso acontece, o aluno sempre está cansado, e aproveita muito pouco a aula.

     Um dos motivos mais influentes para a evasão, é o trabalho. Isso está ligado ao consumismo. O jovem sai da escola para trabalhar e poder compraras coisas que quer para “ficar na moda”.

     Outro motivo muito influente é o desinteresse. Saem da escola por pensarem que não é importante estudar. Entretanto, no futuro sofrerão as conseqüências, pois a cada ano de estudo, equivale a 15% de aumento no salário.

     Sair da escola antes da hora é a pior saída. Quando começa a trabalhar e ganha primeiro salário é tudo maravilhoso. Contudo, no futuro ficarão arrependidos. Então, antes de sair, pense muito! Você não sabe o que está fazendo. Não complique a sua vida!

Evasão escolar e seus perigos
Jaqueline Cristofoline

     Dados do MEC mostram que o aumento do número de estudantes que abandonam a escola é maior no Ensino Médio, por isso é importante que existam campanhas que incentivem os estudantes a não saírem da escola antes da hora. A realidade da Escola de Educação Básica Dr. Tufi Dippe, sobre a evasão escolar é alta, pois a cada 10 primeiros anos, só cinco terceiros são formados.

     A evasão escolar, às vezes é causada pelo consumismo e desinteresse. Também temos o problema da transferência do matutino pra o noturno, que é bem preocupante, às vezes trocam de horário pra ir trabalhar, e cada vez mais se desinteressam pela escola. Entrevistas feitas com pessoas de meia idade que saíram da escola cedo. mostram que todos se arrependeram, pois atrapalha muito na sua vida profissional e se pudessem, não teriam saído da escola, afirmam.

     O consumismo é uma das causas da evasão escolar, pois estudantes saem da escola para trabalhar e assim, poderem consumir. Jovens de 16 a 26 anos formam metade dos consumidores dos shoppings. Mas não sabem que quem está perdendo com isso, são eles mesmos.

     Já outro problema é o desinteresse, muitas vezes os estudantes preferem ficar em casa ou saírem demais para as baladas, e assim aos poucos abandonam os estudos, até que chega uma hora que saem de vez da escola.

     Fazemos um pedido a você estudante, não saia da escola antes da hora, pois você não vai se arrepender agora, vai se arrepender mais tarde, quando estiver fazendo uma entrevista de emprego, isso vai atrapalhar muito o seu futuro. Então estude que seu futuro será bom!


A importância de se manter estudando
Renan, Jonathan e Carlos

 
       A Evasão Escolar ocorre quando um ou mais alunos saem da escola antes de completar o Ensino Médio. É importante promover campanhas para alertar o jovem da importância de se manter estudando, pois hoje quem não tem estudo dificilmente consegue um emprego qualificado. Na nossa escola há alunos de vários bairros próximos. No comasa há 1.253 adolescentes, e 294 adolescentes pararam de estudar. No Jardim Irirriu há 1.180 adolescentes, e 337 adolescentes pararam de estudar. No Irirriu Há 1.301 adolescentes, e 186 saíram da escola antes da hora. Índices de acordo com pesquisa feita em alguns bairros de Joinville pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA.
      
       Na E.E.B “Dr” Tufi Dippe para se ter uma ideia, de 10 turmas de primeiro ano, no terceiro ano restam apenas 5. Uma das causas mais comuns para a Evasão Escolar é o consumismo, o jovem sempre quer estar na moda, mas nem sempre os pais têm condições de bancar as despesas dos filhos, o que os leva a saírem da escola para trabalhar, e poder comprar esses produtos da “moda”. O desinteresse também leva vários adolescentes a saírem da escola.

       Muitos adolescentes começam a trabalhar antes de terminar o Ensino Médio, o que os leva a se transferir ao período noturno e muitos acabam desistindo dos estudos, e acham que irão conseguir se sustentar com apenas um salário mínimo, mas o que eles não sabem é que a cada ano de estudos aumenta 15% do salário.

       Hoje uma das causas mais comuns é o consumismo. Os adolescentes querem estar sempre na moda, com roupas, tênis de marca, celulares etc... E nem sempre os pais têm condições de bancar estas despesas, o que leva os adolescentes a saírem da escola para trabalhar, mas eles não trabalham para por comida na mesa da família, e sim para se manter na moda. Os jovens de 16 a 26 anos formam pelo menos a metade dos consumidores de shoppings centers.

       O desinteresse é outra causa que leva o estudante a se evadir da escola, pois alguns após terem reprovado um ano ou mais acabam ficando desmotivados e também acabam saindo da escola. Outros começam a trabalhar e ganhar seu próprio dinheiro, e então começam a dar menos importância aos estudos.

       Nós promovemos esta campanha para que você possa ver como não há necessidade de sair da escola, se os outros têm roupas e tênis de marca e celulares legais, não de bola, agradeça por ter um lar e por ter a chance de estudar. Se você é realmente inteligente, não saia da escola antes da hora.
__________________________________________________________________________________





posted under |

1 comentários:

Jaciara disse...

"Sair da escola antes da hora é a pior saída", gostei dessa frase do Lucas!

Muito importante entender tudo isso, muitos adolescentes preferem trabalhar em vez de estudar porque consideram o resultado (salário no fim do mês) mais rápido. O problema é que o tempo passa, as necessidades aumentam e eles descobrem que aquele salário não é digno nem para a sobrevivência, então acumulam frustações ou perdem aquele emprego, a oportunidade de evoluir para uma carreira sólida porque não tem qualificação.
O mais triste é saber que em muitos casos não é uma escolha, e sim uma necessidade.

Abraço a todos!

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem sou eu

Minha foto
Professora de Língua Portuguesa e Literatura da rede pública estadual nas séries de Ensino Fundamental e Médio. Amante de música. Libertária. aline.correio@gmail.com

Diagnóstico Social

Diagnóstico Social
Diagnóstico Social da Criança e do Adolescente de Joinville

Followers


Recent Comments