Um dedo de prosa sobre o filme: O menino do Pijama Listrado.

As produções a seguir foram desenvolvidas pelo 7o ano do Ensino Fundamental da Escola Dr. Tufi Dippe. Como base motivadora, assistimos ao filme "O Menino do Pijama Listrado"  que tem a Segunda Guerra Mundial garantindo uma carga emocional ao enredo.


Cá estão os autores:





Uma lição de vida
Autores: Zanúbia e Israel

“O feitiço voltou contra o feiticeiro”. Pode-se dizer assim, porque o pai de Bruno é um feiticeiro mesmo, e dos maus. Com sua maldade, ele matou seu próprio filho. Matar judeus com gás lacrimogênio, colocá-los em um campo de concentração nazista, torturá-los... Quem faz isso não merece a vida que Deus lhe deu, é errado o que o pai de Bruno estava fazendo, e muito cruel... Espero que ele tenha aprendido a lição com a morte de seu filho e pare de ser racista e matar pessoas.



A crueldade de um soldado alemão
Autores: Monique e Isaque

É possível apontar crueldade no trato com os judeus quando um velho homem coloca vinho na taça dos soldados e acaba derrubando e sujando a mesa. Com muita ira, o soldado bate tanto nele que ele acaba morrendo. Também na parte em que o menino judeu conversa com Bruno e pede um pedacinho do doce. Bruno deixou, mas quando o soldado viu, deu-lhe uma surra. Já pensou se fosse sempre assim? Se nós derrubássemos algo por acidente e nos matassem? Sendo judeu ou não, não deixamos de ser humanos. Podemos ser diferentes, não concordar com as mesmas opiniões, mas todos temos sentimentos.



A surra do menino judeu por um pedaço de bolo
Autores: Carla, Diego e Suelen

Bruno não foi compreensível, ele poderia ter assumido que conhecia o menino judeu livrando-o de apanhar. Bruno poderia ter sido menos covarde e poderia ter encarado o fato de que sua resposta prejudicaria seu amigo. Mas, Bruno tinha seus motivos, pois nunca havia visto um soldado de seu pai agir daquela forma e por isso ficou com medo dizendo que não conhecia o menino judeu.


A amizade entre Bruno e o menino judeu
Autores: Alessandra e Gabriela

Esse filme é interessante para famílias que têm a mesma ascendência que o Bruno e sua família alemã. O filme mostra a amizade entre Bruno e o menino judeu que, apesar de tudo, Bruno estava disposto a ajudar a procurar o pai do menino dentro do campo de concentração, o que seria muito arriscado.   Não importa a raça nem cor, não se deve ser tão cruel quanto o pai de Bruno e seus soldados, que maltratavam os judeus em nome do amor à sua pátria. Neste filme se encaixa o ditado que diz que o feitiço um dia pode virar contra o feiticeiro.

A diferença entre Bruno e o menino judeu
Autores: Nelson e Carolaine

O menino judeu era maltratado e escravizado num campo de concentração nazista sem amigos para brincar. Era careca e usava uma roupa listrada que parecia um pijama; andava sujo e tinha pouca comida para se alimentar. O menino alemão tinha comida, andava sempre limpinho com roupas novas, com uma boa casa para morar.  Bruno não tinha as mesmas intenções que seu pai, queria ajudar Shimu, mas acabou morrendo sem saber o real motivo de viverem naquele lugar.

Os maus tratos contra os judeus
Autores: Letícia e Kayo

Os nazistas diziam que os judeus mereciam sofrer porque eles eram diferentes, de raça inferior. E também falavam que os judeus não prestavam.  O pai de Bruno dizia que os judeus não davam valor à cultura e que eles eram animais. Também dizia que os judeus eram cruéis, que eram inimigos, vermes e porcos. Judeus são como todos; eles têm o direito de serem respeitados, amados e serem livres para fazerem o que quiserem.

O segredo nazista
Autores: Kamila e Daniel

A mãe de Bruno não poderia contar para ele que estavam morando perto de um campo de concentração nazista. Ele não iria entender o que era aquilo e ficaria traumatizado pelo que acontecia naquele lugar. Ela não contou também porque não queria que ele ficasse como o pai: alguém que maltratava as pessoas. 

Bruno deveria ter contado a verdade
Autores: Hellen Cristina

Quando o menino judeu estava limpando os copos, Bruno o vê e dá algo para o menino comer. Chega um soldado, que era cruel e covarde, dizendo para o menino que ele estava roubando, mas o menino disse que havia recebido de Bruno. O soldado perguntou para Bruno se era verdade, mas Bruno disse que não. Bruno deveria ter contado a verdade, pois seu amigo apanhou por sua covardia.


Características das crianças envolvidas
Willian e Laelson

Bruno era amigável, brincalhão, gostava de natureza. Era um bom menino, não maltratava os judeus, era uma criança inocente por não saber o que estava acontecendo na casa em que morava. Ele queria fazer amizade além do preconceito que existia contra os judeus.


O menino judeu era um menino bom, mas não era considerado assim pelos alemães. Por ser judeu era maltratado, escravo dos nazistas, ele gostava do Bruno, um menino que conheceu quando estava no campo de concentração nazista. Ele não merecia estar lá.

Fatos da Segunda Guerra Mundial
Pesquisa de Nathaly e João

A segunda guerra mundial foi a guerra mais abrangente da história. Foram 110 milhões mobilizados, dos quais 50 milhões de mortos e 28 milhões mutilados. De cada três pessoas mortas, duas eram civis. Durante a segunda guerra mundial, as mulheres americanas entraram na força do trabalho em números sem precedentes em fábricas.

posted under |

5 comentários:

Gabriela Antonio disse...

7º1 Alessandra Naatz e Gabriela Mayara: Parabéns pelo trabalho,parabéns a todos os outros alunos também e a professora Aline que sempre faz trabalhos excelentes.
Ass: Zanubia Choukeir

ge moto peça disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
denion willi@n m@rtinhs disse...

Parabéns a todos... Os trabalhos ficaram excelentes.
Adorei todos os textos, pois foram bem elaborados ... Parabéns a Professora: Aline que sempre se preocupa com o desempenho de cada um .. Beijoss

Ass: Denion.

denion willi@n m@rtinhs disse...

Parabéns aos alunos da 7º 01, os textos ficaram muito bem elaborados!
E Letícia e Kayo, gostei o que vocês comentaram sobre os judeus, temos que respeitar e amar , pq como vcs disseram são como nós.

Amanda Thais disse...

gostamos muito do trabalho de vocês , ja lemos todos e achamos interessantes , e também gostamos porque passou a mensagem que o público gostaria de ler ... Foram todos muito elaborados , parabéns a vocês e a nossa professora Aline que sempre quer o nosso melhor e que se preocupa com nosso desempenho .. Beeijos
By: Amanda Thais

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Followers


Recent Comments